Novembro Azul Pet

Campanha do Novembro Azul

também serve para pets

A incidência é maior entre machos não castrados

O mês de conscientização ao câncer de próstata também vale para o mundo animal. A doença costuma ser silenciosa nos pets, necessitando que os tutores fiquem atentos à sintomas como perda de peso, postura arqueada, urina com aspecto sanguinolento, incontinência urinária e alterações nas fezes. O mais adequado é que o tutor leve com frequência o pet para um profissional e que um check up seja feito anualmente. O diagnóstico da doença é concluído após o toque retal juntamente com ultrassom abdominal e citologia.

A a doença é mais incisiva em machos idosos e, quando ocorre, assim como em humanos, as chances são altas de haver metástase. Isso acontece porque ao longo da vida do pet há uma exposição aos hormônios. Machos não castrados com idade entre 7 e 15 anos têm maior incidência de contrair a doença.

A melhor forma de prevenir o câncer de próstata é a castração no primeiro ano de vida do animal. Problemas na próstata não são comuns em cavalos ou gatos, mas os cães podem apresentar diferentes patologias no órgão. Entre elas, Prostatite, que provoca o aumento da próstata e pode levar à obstrução urinária, a Hiperplasia Prostática, que é comum em animais velhos e está relacionada com fator hormonal, e o Adenocarcinoma, que acomete também os homens.

A avaliação periódica dos cachorros a partir dos seis anos de vida é importante, principalmente, nos que não foram castrados, pois sinais de infecções urinárias que não respondem a tratamentos ou que reincidem, podem estar relacionadas com a hiperplasia da próstata. Nessas reavaliações é conveniente que sejam feitos tanto exames laboratoriais, de sangue e urina, como exames de imagem, como o ultrassom abdominal, e estudos radiográficos. Animais que apresentam aumento da próstata detectados no ultrassom devem ser acompanhados de perto, a fim de evitar que o quadro evolua para as formas mais graves da doença.

O tratamento consiste na cirurgia de castração ou orquiectomia, que é a retirada dos testículos, que devem então ser enviados para a análise histopatológica para um diagnóstico definitivo. Para os cães que estão em estágio avançado do câncer de próstata, os tutores devem levá-los para fazer um acompanhamento com um oncologista e buscar tratamento suporte paliativo, aumentando o conforto e a qualidade de vida do animal.

Adaptação: www.correio24horas.com.br

A castração é a prevenção mais eficiente contra o câncer.

About the author: AOPA - Associação Ouropretana de Proteção Animal

Organização Não Governamental (ONG), sem fins lucrativos. Nós da Associação Ouropretana de Proteção Animal (AOPA) realizamos um trabalho de sensibilização junto à população e às autoridades no sentido de assegurar o bem estar-animal, promovendo a adoção responsável, castração como meio de prevenção contra a superpopulação de animais domésticos evitando posterior abandono. Além de lutar por mudanças nas leis para punir quem maltrata, acumula ou os desampara à própria sorte. A nossa missão é atacar a causa de tantos maus-tratos animais. Incentivando somente o exercício da guarda responsável, doações responsáveis, encaminhando denúncias de maus-tratos, esterilizando os animais de rua e domésticos para que a longo prazo o problema seja amenizado, pelo menos. Muito está sendo feito, mas é um trabalho lento, carente de recursos e muito incompreendido. ONG afiliada ao Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA) desde julho de 2015. Registrada no CNPJ sob o número 23.099.642/0001-95.

Leave a Reply

Your email address will not be published.