Eventos de Adoção com Animais Remanescentes de Pesquisa Científica

Em agosto, nós da AOPA, retomamos nossos eventos de adoção de animais, que dessa vez não foram com os cães do CCZ de Ouro Preto, pela negligência da Prefeitura, em especial da secretaria de saúde, com nosso trabalho voluntário. Não podemos assumir essa adoção se somos negligenciados pela Prefeitura quando esta se nega a readequar o CCZ às novas condições do município: agora, sem eutanásia, precisamos de ações concretas de esterilização e apoio às feiras para diminuição do grande número de animais no canil. Somos negligenciados ao nos ser negado o acesso a exames médicos dos animais, bem como a outras informações relevantes sobre a condição da saúde dos animais tutelados. Já há alguns meses nossas feiras foram suspensas, pois não somos informados sobre a real situação dos animais: dessa forma, não podemos nos responsabilizar pelas consequências em doar um animal doente. Não haver transparência com a ONG significa o poder público se negando à transparência frente à sociedade civil. Isso é grave! (Para saber mais, clique aqui.)

Os 37º e 38º Eventos de Adoção Animal de Ouro Preto da AOPA são os primeiros oficializados com animais remanescentes de pesquisa científica de nossa história. Eles merecem um lar feliz, como qualquer outro cão. Esses cãezinhos jovens adultos já são castrados, desverminados, vacinados com todas as doses em dia, passaram por tartarectomia e estão esperando pessoas especiais que os mostrem como é bom ser um cão de família. Adote seu novo melhor amigo. Dê uma oportunidade de ser amado sem querer nada em troca, a não ser sua amizade, que será a coisa mais importante na vida deles, daqui pra frente. Agradecimentos especiais a todos que ajudaram pra que isso acontecesse e aos que sempre apoiam o trabalho de muita responsabilidade, ética e amor desenvolvidos pela AOPA. E parabéns aos que abriram seus corações e adotaram.

 

Fazendo Mais Pelos Nossos Animais: Dia C

O mundo não precisa de pessoas fazendo muito, mas sim de mais pessoas fazendo algo.

É com enorme satisfação que este ano participaremos do DIA C da Cooperouro em Ouro Preto, e é a vez dos nossos amigos serem ajudados também.

Vamos fazer mais pelos animais?

“A Cooperouro, em parceira com a AOPA – Associação Ouropretana de Proteção Animal, realiza o Dia de Cooperar 2017. A iniciativa envolve programas e materiais educativos, arrecadação de produtos e uma feira de adoção. Saiba mais em http://www.cooperouro.coop.br/dia-c”

E aí,Prefeitura?

NOTA OFICIAL:

A ONG Associação Ouropretana de Proteção Animal (AOPA) sempre tem acompanhado de perto, como sempre, a situação do Centro de Controle de Zoonoses de Ouro Preto (CCZ), e devido à condição insustentável e inadequada em que muitos cães têm sido mantidos, suspendeu provisoriamente as atividades de parceria com a Prefeitura Municipal.

Como entendemos a gravidade da suspensão dessas atividades, (o que significa menos feiras, menos adoções…), pedimos um prazo de 30 dias corridos para voltarmos o local e realizarmos nova visita, e viabilizar a retomada de nossas atividades.

Passado o prazo, realizamos a vistoria, mas não foi possível verificar nenhuma diferença consistente.

Assim, redigimos e apresentamos um Ofício à Câmara Municipal e à Secretaria de Saúde de nosso município, no qual não só abordamos a situação delicada em que estão alocados os cães, bem como apontamos sugestões para melhor manejo e moradia, além de transparência da Secretaria de Saúde em relação às atividades voltadas para todos os animais domésticos.

Vamos continuar fiscalizando com responsabilidade técnica o CCZ Ouro Preto, e é de nosso interesse reafirmar a Prefeitura de Ouro Preto.

A melhora do CCZ favorece toda a comunidade, e é o caminho que buscamos para dar continuidade a nossas atividades, de forma cada vez mais profissional, responsável e ética.


E aí, Prefeitura?


Aguardamos resposta.

Suspensão temporária das Feiras de Adoção com os animais do CCZ.

NOTA OFICIAL:

Na manhã do dia 21 de março, a ONG AOPA se reuniu com representantes da Prefeitura de Ouro Preto afim de resolver os entraves que levaram ao cancelamento das atividades junto à PMOP. Estiveram presentes o prefeito municipal Júlio Pimenta, que nos permitiu e esteve aberto a um diálogo em prol dos animais de nossa cidade; o secretário da Casa Civil Luciano Guimarães Pereira, que fez o encontro possível em tão pouco tempo; a secretária de saúde Flávia Perdigão, que conhece nosso trabalho há algum tempo; o vereador Chiquinho De Assis Câmara Ouro Preto, que tem nosso afeto por sempre nos apoiar; funcionários da Vigilância Sanitária e Zoonoses: Ricardo Fortes, Alessandra Machado, e a veterinária Nathália; e os membros da ONG: Luana Neves, Filipe Paixão, Gabriela Barone e Karla Duarte, além das representantes dos voluntários cadastrados Ana Claudia Carpini e Ananda Lima Sanson.

No encontro aproveitou-se para debater pontos importantes como educação ambiental, licitação do CCZ, recolhimento de animais e cão comunitário, legislações vigentes e futuras, esterilização de animais do CCZ e da comunidade, preparação de voluntários cadastrados e do bem-estar animal no abrigo de responsabilidade da prefeitura.

A reunião durou aproximadamente três horas e, no que tange o assunto principal do nosso encontro, ficou acordado que será feito um termo oficializando a parceria, assim como a promessa de diálogo constante através da Casa Civil, Secretaria de Saúde e Câmara dos Vereadores. Ainda manteremos as atividades suspensas por 30 dias – devido à necessidade de adequação sanitária e básica do CCZ – e caso haja mudanças positivas, voltaremos a atuar efetivamente no canil, auxiliando diretamente a vida dos animais que nele estão.

A ONG continuará realizando suas atividades junto à comunidade, visando o controle populacional, educação ambiental, denúncias de maus tratos animal, guarda e adoção responsável.

Na parte da tarde alguns membros da AOPA estiveram presentes na reunião da Câmara Municipal de Ouro Preto, pois fomos informados de que o vereador Marquinho do Esporte Vereador também trouxe para o plenário a discussão a respeito do ocorrido com a ONG e a PMOP. Ficamos extremamente gratas ao prezado vereador por ter aberto mais esta porta de debate para a causa animal e ter levado a situação ao conhecimento de mais pessoas. Nosso apreço também aos demais parlamentares que se manifestaram a favor da resolução da situação e retorno de nossas atividades junto ao CCZ. E, acima de tudo, do entendimento de que a causa animal não é problema de afeto, mas de saúde – tanto humana quanto animal.

Agradecemos em especial ao Luciano Guimarães pela atenção que sempre teve conosco.

Esperamos que o dia de ontem seja um marco político para a cidade de Ouro Preto no que diz respeito à luta dos animais e que seja o início de um diálogo bastante proveitoso para que possamos, como ouropretanos, alcançar patamares que outros municípios já estão. Nosso trabalho e luta jamais param e agradecemos imensamente o apoio de todos.

A AOPA somos nós, a AOPA somos todos vocês!